terça-feira

rotina

jacira não tinha medo de assombração.
desde menina foi ensinada a ceder a beira da cama quando alguma alma penada vinha puxar seu pé. e assim fazia, fazendo amor a noite inteira. regularmente.
até os quase quinze. quando descobriu que as almas do além eram seu padrasto, seu cunhado e o filho do vizinho. os três muito vivos.
no feriado seguinte, jacira cheirou excesso de gás, enquanto todos se divertiam na praia.
nas noites, aílton, josé e fernando sonham saudades de jacira e, invariavelmente, acordam aos gritos: na ponta do pinto, um nó que ninguém deu nem viu.